Após massacre em Manaus, Papa Francisco pede condições dignas para presos
04/01/2017 às 09:21
Após massacre em Manaus, Papa Francisco pede condições dignas para presos

O papa Francisco manifestou dor e preocupação com a rebelião ocorrida no presídio de Manaus, onde morreram 56 detentos em uma disputa entre facções criminosas pelo controle do tráfico de drogas.

— Expresso dor e preocupação com o que aconteceu. Convido a rezar pelos falecidos, por seus familiares, por todos os detentos nessa prisão e pelos que trabalham nela — declarou o papa na audiência-geral desta quarta-feira no Vaticano.

Leia mais
Carolina Bahia: presídio não dá voto
Para autoridades, reprise de Manaus no RS é difícil
Cármen Lúcia irá a Manaus para reunião com presidentes de TJs

— E renovo meu apelo para que os institutos penitenciários sejam lugares de reeducação e reinserção social, e as condições de vida dos detentos sejam dignas de pessoas humanas — acrescentou o pontífice, que costuma visitar prisões em suas viagens ao exterior e que já recebeu prisioneiros no Vaticano.



VIA RSS (Zero Hora)
Deixe seu comentário